Sabe qual é o maior obstáculo à inovação?

Untitled design(1).png

A 1.ª edição do Barómetro Inovação Empresarial, levado a cabo pela Improve e pela Spirituc – Investigação Aplicada, conclui que a pouca sensibilidade nas empresas portuguesas, ao nível de top management, é vista como o principal obstáculo à inovação. Este estudo, realizado junto de altos quadros de empresas a atuar em Portugal em áreas como a alimentar, indústria farmacêutica ou consultoria, conclui ainda que a falta de recursos financeiros e de recursos humanos qualificados são obstáculos à inovação no nosso país.

No âmbito das contrariedades à inovação, sabia que cerca de 70 % das empresas portuguesas considera que não existem incentivos ou recompensas para premiar a inovação? Pouca sensibilidade dos gestores de topo (80,6%), falta de recursos financeiros e inexistência de recursos humanos qualificados (56.5%). São estes os principais obstáculos à inovação nas empresas que operam em Portugal

“Com este estudo, percebemos que as empresas portuguesas valorizam a inovação e pretendem ter informação sobre ideias e projetos inovadores mas ainda assim não apostam na inovação devido a questões como a mentalidade do top management, a falta de recursos financeiros a pouca preparação dos seus recursos humanos. Ou seja as empresas portuguesas têm um destino, mas não sabem como lá chegar” afirma Renato Póvoas, diretor-geral da Improve.

Saiba mais aqui.

Startups portuguesas finalistas em Silicon Valley

Magikbee e Performetric, estão entre os finalistas da World Cup Tech Challenge, competição mundial que decorre a 1 de junho em Silicon Valley. As startups portuguesas estão presentes no evento com projetos que foram considerados pela organização sem fins lucrativos, Silicon Valley Forum, pertencentes à próxima geração de empresas tecnológicas emergentes.

As duas startups, integradas na Startup Braga, além dos seus projetos estarem na competição vão contar com investidores de capital de risco da cidade, administradores de várias empresas e órgãos de comunicação social.

Magikbee, desenvolveu uma tecnologia interativa que combina brinquedos tradicionais com as novas tecnologias, brinquedos de madeira que interagem com o iPad sem precisar de contacto físico.

Performetric, desenvolveu um sistema de monitorização de fadiga mental, o objetivo principal é melhorar a qualidade de vida e o desempenho individual dos seus utilizadores. Em contexto empresarial, pretende melhorar a eficácia dos colaboradores.

WOrldCup.jpg

Fonte: Observador

Porto: cidade do empreendedorismo?

Sabia que a região do Porto continua a representar a maior fatia do crescimento de startups (36% do total) ? Isto justifica-se com tradição burguesa da cidade e pelo espírito empreendedor do Norte de Portugal, onde estão instalados os grandes setores exportadores do país.

O empreendedorismo está a crescer bastante no nosso país, no entanto ainda se encontra bastante localizado em certos pólos e precisa de alguns incentivos.

Será fundamental contagiar o país com o efeito Web Summit? Saiba mais neste artigo de opinião do Económico.

write-593333_1920.jpg

Turismo criativo?

Alunos de escolas de hotelaria e turismo foram desafiados a desenvolver ideias para criar novas empresas no âmbito do Tourism Creative Factory, um programa do Turismo de Portugal que surgiu inspirado na conferência Web Summit.

Na fase inicial foram selecionados 16 projetos, que estão a ser trabalhados durante 8 semanas para serem apresentados a investidores, numa iniciativa estilo Shark Tank. Os projetos estão a ser acompanhados por especialistas na definição da marca, logótipo, plano de negócios e ainda em alternativas de financiamento.

O objetivo deste projeto é dinamizar as escolas de hotelaria e turismo, tornando-as em “fábricas de turismo criativo” e ainda ajudar no desenvolvimento para que se tornem independentes.

Saiba mais sobre o projeto aqui!

Fonte: Expresso

O que assusta os grandes empreendedores sub-30?

São jovens empreendedores sub-30 com equipas e empresas de sucesso. O Observador decidiu descobrir o que mais temem neste percurso rápido e ambicioso.

Curiosos?  http://observador.pt/especiais/liderar-dos-30-do-medo/

tie-690084_1280.jpg

Aprender a brincar!

round200

A Magic Bit Solutions é uma empresa que presta serviços de Gamification, são especialistas na criação de jogos digitais, que transmitem conteúdos atrativos e interativos, ajudando as pessoas a ligar-se e a adotar o seu produto ou serviço. O principal foco é criar jogos à medida para entidades, empresas ou instituições nas áreas:

  • Criação de jogos educativos,  – para campanhas de sensibilização junto de crianças
  • Jogos de publicidade  – para publicitar um produto, serviço ou marca junto de crianças
  • Serious Games – para formação em contexto empresarial

A Magic Bit Solutions acaba de lançar a app “Pirata Miguel e seus amigos” , um jogo inspirado no mar onde as crianças podem praticar conhecimentos básicos.

O jogo principal é um jogo de navios piratas, está disponível em quatro línguas (Espanhol, Inglês, Alemão ou Português) e pode-se treina matemática, português e até música!

Esta app é uma imersão completa na língua. As crianças podem seguir as instruções no menu principal e ouvir os reforços e recompensas. O utilizador escolhe um pirata e pode seguir as suas instruções em cada jogo. Cada jogo é fácil de jogar e se concentra em uma habilidade básica.

google1080x608.png

Poderá ficar a saber mais sobre estes serviços no site: magicbitsolutions.com

Frato Interiors continua no Harrods!

fullsize-frato1.jpg

Frato Interiors foi a primeira marca portuguesa a abrir nos famosos armazéns Harrods, e após dois anos a vender em Londres, a loja volta a assinar contrato. Desta vez numa maior dimensão, ou seja, em vez de 200 metros quadrados, o novo espaço conta com 300 metros quadrados, e o contrato terá a duração de 3 anos. Com isto, é possível que a marca alcance, com o novo espaço, vendas no valor de 8 milhões de euros.

Os bons resultados obtidos no mercado inglês permitiram que a marca portuguesa estabelecesse uma empresa britânica, a Triva Group, que oferece uma resposta diferente em termos operacionais, de forma aumentar a presença internacional da marca portuguesa.

A Frato encontra-se presente também em Genebra, com a renovação do Hotel Kempinsky, na Nigéria, com a renovação do Hotel Hilton, e ainda em Riade, Arábia Saudita.

Com estes novos projetos a marca portuguesa espera triplicar as vendas em 2016.

Fonte: Dinheiro Vivo