Uma rede social para empreendedores!

554491929.jpg

A StartupToday tem como objetivo criar uma rede social onde outras startups podem apresentar-se aos utilizadores, aos investidores ou aos meios de comunicação.

Nos dias de hoje não chega apenas criar um bom produto ou um serviço diferenciador é necessário criar uma “montra” apetecível para os outros, ou seja é preciso mostrarem-se uns aos outros, para além disso é bastante importante saber comunicar e posicionar bem os seus elementos diferenciadores. Como tal, surgiu a ideia de criar uma rede social, onde as audiências tendem a ser grandes e os custos reduzidos.

O que diferencia a StartupToday é que posiciona-se como uma rede social por enquanto, mas existe uma perspectiva de evoluir a plataforma tornando-a num ecossistema de empreendedorismo. Segundo o mentor do projeto, Bruno Pereira, existem propostas muito dispersas, e o intuito desta rede social é unir estas propostas. Para isso, o empreendedor tem falado com jovens empresas o que já levou a algumas conclusões, como por exemplo, o entusiasmo pelo empreendedorismo que acaba por travar conhecimento com e de outras startups.

Outro objetivo da plataforma é colocar as startups no mapa, ou seja, ao aceder à StartupToday e facilmente perceber quantas, quais e onde estão estas jovens empresas.

Até ao final do ano Bruno Pereira prevê ter duas mil startups a usar a plataforma social.

Fonte: Sapo TEK

Anúncios

Empresa Portuguesa no top 50 das empresas mais inovadoras de 2016!

Farfetch encontra-se no 23º lugar deste top, por colocar as melhores lojas de moda do mundo num cenário global.

É uma empresa global de e-commerce, que liga compradores a mais de 300 lojas de luxo através de uma única loja online de modo a criar uma experiência logística perfeita tanto para compradores como para vendedores. A Farfetch oferece a qualquer loja a hipótese de crescer online.

Estando sempre atenta ao crescimento das lojas de luxo, a Farfetch converteu, para o online, lojas em 35 países que enviam os seus produtos para clientes em 190 países, criando uma receita de 500 milhões de dólares em 2015. A empresa tem escritórios em 10 países e, ainda, oferece aos clientes um serviço disponível em 10 idiomas – ajustando os saldos à cultura local de cada país.

Saiba mais sobre o Top 50 em Fast Company.

Farfetch_website7.png

Inovação no SNS

A partir de agora já pode saber o tempo de espera na urgência sem sequer sair de casa. Para isso basta aceder ao novo portal do SNS e assim tem acesso aos tempos de espera, conseguindo escolher o hospital ao qual se deve deslocar para esperar o menor tempo possível por uma consulta.

Esta nova ferramenta do Serviço Nacional de Saúde surge no seguimento de um despacho, que foi apresentado em meados de janeiro, o qual obriga a que se tornem públicos os tempos de espera de todos os serviços de urgência do país. Com esta nova mecânica é dada a hipótese ao utente de escolher o hospital com o menor tempo de espera para ser atendido o mais rapidamente possível.

Para além dos utentes, também os médicos de família conseguirão facilmente perceber para que hospital devem encaminhar os doentes, quer se trate de uma consulta de urgência, quer seja uma consulta de especialidade.

Os hospitais, que ainda não tenham esta funcionalidade ativa, terão que apresentar os tempos de espera nas urgências até dia 1 março, data limite fixada pela lei. Podem-se contar mais de 60 instituições abrangidas pela nova medida.

Este novo portal foi apresentando esta segunda-feira pelo ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, e está disponível no seguinte endereço: sns.gov.pt.

doctor-1149150_1920.jpg

Fonte: Notícia ao Minuto