Imagens de bancada para mais tarde recordar

27540952_1319281261551076_1286685463082247607_n

Durante um jogo de futebol as estrelas costumam estar no relvado. Mas com esta ideia nacional, brilhar é acessível também a quem ocupa um lugar na bancada. Chama-se Match-Photos e tem como missão dar ao adepto momentos para mais tarde recordar.

Com o lema ‘Sorria, está a ser fotografado’, esta startup incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto fotografa o que se passa nas bancadas durante os 90 minutos da partida, imagens que disponibiliza, pouco tempo depois, no site criado para o efeito, permitindo ao adepto ficar com uma recordação do momento sem ter que perder tempo ou jogadas importantes a captar essas imagens. “Os golos são, muitas vezes, momentos de loucura e êxtase tal, que ninguém consegue recordar-se com exatidão a forma como viveu esse instante. Quem não gostava de ter uma fotografia sua a festejar do golo do Éder na final do Euro2016? Queremos dar a oportunidade a qualquer adepto de ver o seu festejo e reviver tudo que sentiu durante os 90 minutos”, explica ao Notícias da Universidade do Porto Duarte Magalhães, cofundador da Match-Photos.

No site criado para o efeito, a pesquisa de fotos é feita de forma simples: escolhe-se o jogo, identifica-se a localização no estádio (é disponibilizado um mapa que ajuda os mais distraídos) e é apresentada uma lista de fotografias, que podem ser descarregadas de forma gratuita e ser partilhadas nas redes sociais.

 

Fonte: Match-photos

Anúncios

Primeira bola de futebol em cortiça é portuguesa!

BolaDepois de, em 2010, ter criado a primeira bola de futebol em cortiça aglomerada, a Sedacor – Grupo JPS Cork  apresenta a sua mais recente inovação: uma bola feita de cortiça natural, que a empresa garante ser “fantástica”, quer para os que sabem, quer para os que não sabem, jogar futebol.
A bola foi desenvolvida com recurso “a uma nova tecnologia de agregação de lâminas de cortiça natural”, um material que se distingue pelo seu “toque único e suave” e pela “resistência e flexibilidade”, explica o Grupo JPS Cork no seu site oficial.
Estas duas características são, no entender da empresa, determinantes para “produtos de grande exigência física”, tornando a cortiça o material ideal para uma bola de futebol, “submetida a esforços como a abrasão”, os impactos violentos “e as condições atmosféricas adversas”.
A bola de cortiça natural do Grupo JPS Cork foi apresentada ao mundo no país do futebol, o Brasil, durante a Feira Tecnotêxtil, evento que decorreu na cidade de São Paulo.