Sauna em Cortiça

Sauna Lusa Cortiça

 

A cortiça tem sido utilizada como um componente essencial no desenvolvimento dos mais diversos projetos industriais. Com criação em Portugal esta sauna de cortiça é renovável, não poluente, quimicamente inerte, inócuo para a saúde, resistente fricção, com baixa termo condutividade, luz, com um excelente comportamento acústico, alta impermeabilidade a líquidos e sem lançamentos de gases tóxicos. A cortiça foi inserida em protótipos ou produtos finais das aeronáuticas e empresas produtoras de automóveis, bem como em arquitetura, design de moda e interiores, entre outros.

Como o resultado de um processo de recriação de ascendência da sauna, este modelo é uma ideia de inovação que combina os detalhes de cortiça com os de madeira de cedro, resultando numa simbiose perfeita entre a tradição e a contemporaneidade. A luz, discreta e elegante, acentua as texturas e o design minimalista.

bewarket – Vendas via Facebook

bewarket

Fonte: Sapo

Bewarket é um projecto português, e caracteriza-se por ser uma plataforma de compra e venda online, semelhante ao já conhecido ebay. No Bewarket o utilizador tem um leque de opções e pode comprar, vender, doar, leiloar e ainda revender os seus produtos. Não necessita de se dirigir ou aceder a nenhum site, e basta ter acesso à sua conta no Facebook uma vez que o serviço funciona como uma aplicação para esta rede social.

O ‘social commerce’ Bewarket, surgiu a partir da tese de Mestrado de um dos criadores, Marco Barbosa, que teve como tema a utilização do comércio electrónico no mercado social. Para o autor “existe uma convergência no associar das redes sociais às compras e venda online […] esse é o futuro do comércio electrónico”.

Cloogy

Cloogy

Fonte: Revista B!T

O Cloogy já tem uma aplicação iOS de gestão energética, disponível na Apple Store.

Agora, com a aplicação iOS Cloogy, já pode controlar a sua casa ou o seu escritório à distância, através do iPhone ou do iPad. O Cloogy é um equipamento de monitorização de eficiência energética e, com ele, gerir a sua energia e controlar os seus equipamentos vai ser tarefa fácil.

Esta aplicação, produto tecnológico português, foi desenvolvida pela Intelligent Sensing Anywhere e permite ao utilizador conhecer, em qualquer momento, quais os consumos de eletricidade em casa ou no escritório.

vision-box

vision box

Fonte: Ambitur Online

A ANA, Aeroportos de Portugal, SA e a Vision-Box® S.A., especialista em soluções biométricas, estabeleceram uma parceria com vista à instalação de eGates no controlo de acesso ao controlo de segurança no Terminal 1 do Aeroporto de Lisboa, para validação do passageiro no acesso à Sala de Embarque.

Totalmente desenvolvida em Portugal, a vb i-match® check-point vai permitir automatizar o controlo de passageiros através da validação pela eGate do cartão de embarque, qualquer que seja o formato utilizado – papel ou eletrónico (telemóvel/PDA). Este novo conceito, em projecto-piloto, pretende avaliar mais uma solução de self-service num dos pontos de controlo da infraestrutura aeroportuária, aumentando assim a abrangência deste tipo de soluções.

Nanopartícula contra cancro da mama criada em Coimbra tem patente nos EUA

Portugal Inovador

 

Fonte: Lusa

A patente para uma nanopartícula de nova geração destinada ao tratamento do cancro da mama, desenvolvida por investigadores portugueses, foi concedida nos Estados Unidos, anunciou esta segunda-feira a Universidade de Coimbra.

Criada por especialistas do Centro de Neurociências e Biologia Celular e da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra, a nova nanopartícula teve ainda no seu desenvolvimento a colaboração do Instituto Português de Oncologia de Coimbra, da Faculdade de Farmácia de Lisboa e da Faculdade de Medicina do Porto e dispõe de um apoio de meio milhão de euros, concedidos no âmbito do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN).

A nanopartícula “previne os efeitos secundários associados à quimioterapia” e, simultaneamente, “aumenta a eficácia terapêutica” do tratamento, sublinhou à agência Lusa João Nuno Moreira, investigador envolvido no projecto. Além de “matar as células cancerosas”, a nanopartícula para o tratamento do cancro da mama também aniquila “os vasos sanguíneos que alimentam o tumor, evitando reincidências”.

A nanopartícula é revestida por um polímero que a torna invisível ao sistema de defesa do organismo e, na extremidade desse polímero, possui uma espécie de “chave” que permite abrir apenas as “portas” das células cancerosas e das células que revestem os vasos sanguíneos tumorais, explicou João Nuno Moreira.

Ao entrar no interior dessas células, o que acontece? “A nanopartícula liberta o conteúdo como se fosse uma granada – disponibilizando uma grande quantidade de fármaco num curto período de tempo – e que, além de matar as células cancerosas, destrói também os vasos sanguíneos do tumor”, salientou ainda o investigador.

Os testes já realizados em animais com cancro da mama humano demonstram que a nanopartícula cumpriu a sua missão: “Percorreu todo o organismo até atingir o tumor e matou as células responsáveis sem provocar toxicidade nos restantes órgãos.”

João Nuno Moreira, outro dos investigadores responsáveis pelo projecto, pensa ser possível iniciar os testes clínicos do novo produto dentro de três anos e o medicamento chegar ao mercado quatro anos depois.

Perspectivando o alargamento desta biotecnologia a outros tipos de cancro e a sua colocação no mercado, os investigadores criaram uma spin-off – a Treat U, incubada no Biocant – Centro de Inovação em Biotecnologia, em Cantanhede.

Nova Entrepreneurship Society promove Pizza Night com foco em design de interfaces

 

Deixo-vos aqui uma nota recebida da NOVA Entrepreneurship Society – Clube de Empreendedores da Universidade NOVA de Lisboa.

O empreendedorismo exige uma grande capacidade de flexibilidade, resiliência e planeamento. Todos os meses, a Nova Entrepreneurship Society recebe convidados na sua já tradicional Pizza Night para uma conversa informal sobre estes e outros aspetos que tangenciam diversos setores do mercado. Nesta quarta-feira (21/11) o designer João Ferreira desloca-se ao clube para um encontro sobre o tema Design de Interfaces: desenvolvimento de aplicações e negócios web based.

João Ferreira atua como designer na Kwamecorp e professor convidado na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. O desenvolvimento da sua trajetória profissional passa pelo contacto com diversas empresas de relevo tais como Pepsi, Nissan, 20th Century Fox e Nespresso.

A presente edição da Pizza Night faz parte da Semana Global de Empreendedorismo que acontece simultaneamente em 136 países. A Pizza Night é um evento promovido pelo Clube de Empreendedores da Universidade Nova de Lisboa. Desde maio de 2011, a Nova Entrepreneurship Society realiza encontros mensais que tem como objetivo aproximar empreendedores, estimular o networking e facilitar a interação entre diversos setores.

Aos interessados em participar, a Pizza Night tem início as 19h30 na Residência Alfredo de Sousa, Piso -1, Campus de Campolide, 1099-032, Lisboa, sendo 5€ para sócios e participantes pela primeira vez e 8€ para não sócios. O evento possui um limite restrito de participantes sendo assim imprescindível a inscrição e a confirmação de presença em: http://alturl.com/2jhww

Elementos a ter em conta na criação de um produto

 

Quando criar um produto certifique-se que ele possui os diversos elementos-chave:

Cool

Eficaz

Distinto

Disruptivo

Emotivo

Completo

 

Uma inovação, para ser eficaz, tem de ser simples e concentrada. Deve fazer apenas uma coisa. Caso contrário será confusa. Se não for simples, não funcionará.

Peter Drucker

 

 

4 erros clássicos dos jovens empreeendedores

 

Para os que estão a empreender ou tencionam vir a fazê-lo no futuro, aconselho a ler este artigo. Os principais destaques:

1º Passar mais tempo a desenvolver o produto do que a vendê-lo;

2º Ter medo que a sua ideia seja roubada;

3º Pensar que os clientes são os próprios empreendedores;

4º Avaliação das ideias em detrimento das vendas.

 

 

Semana Nacional de Business Angels

 

 A Federação Nacional de Associações de Business Angels (FNABA) organiza de 19 a 23 de Novembro a 6ª edição da Semana Nacional de Business Angels (SNBA). Esta é uma iniciativa que contempla diversas ações de promoção da atividade e papel do BA em diversas cidades do país com o objetivo de aumentar o conhecimento destes investigadores pela comunidade empreendedora portuguesa.

Consulte aqui o website do projeto.

 

 

Empresa portuguesa desenvolve deteção de fadiga no condutor

Fonte: Lusomotores

A empresa de têxteis para automóveis Borgstena vai liderar um projeto europeu que tem o objetivo de desenvolver sensores para o assento e o cinto dos veículos que detetem a fadiga do condutor.

O projeto liderado pela empresa de Nelas foi denominado Harken e conta com o apoio da União Europeia e está orçado em 1,36 milhões de euros. Os sensores serão instalados no assento e no cinto de segurança do condutor e emitirão alertas sonoros em caso de deteção de fadiga do automobilista.

Paulo Gameiro, gestor do projeto, explicou, em declarações à agência Lusa, que serão desenvolvidos “sensores não intrusivos incorporados no assento e no cinto de segurança do condutor, para medição da frequência cardíaca e respiratória”, os quais vão monitorizar o comportamento do condutor e atuar preventivamente na deteção da fadiga.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: